Foto: João de Noronha/O Estado

Projeto objetiva a prática política.

Com o objetivo de levar a alunos de 1.ª a 4.ª série do ensino fundamental o aprendizado e o exercício da convivência em sociedade e a prática política foi inaugurada ontem, em Piraquara, a Vila da Cidadania. O projeto foi desenvolvido em parceria pelo Instituto BS Colway Social e pela Prefeitura. A empresa entrou com o recurso (cerca de R$ 6 milhões) e cedeu um espaço dentro do terreno da fábrica para a construção de uma minicidade, para formar cidadãos conscientes e preparados para atuar futuramente na vida pública.

À Prefeitura de Piraquara cabe aproveitar o espaço para aprimorar a educação dos cerca de 10 mil alunos do ensino fundamental. ?Queremos dar aos jovens o que falta a eles na educação, formando cidadãos que tenham noções do que forma a sociedade em todos os setores?, diz o empresário Luiz Bonacin Filho, um dos sócios da fábrica e um dos idealizadores do projeto.

Para que os alunos possam experimentar o que lhes espera na vida em sociedade, a vila está dividida em quatro áreas de interesse, que formam os fundamentos da convivência social. ?A idéia é que os edifícios reproduzam os espaços públicos e privados do cotidiano de qualquer município brasileiro. O fundamento da política é formado pela Prefeitura, Câmara de Vereadores, Fórum, ouvidoria e escola de administração pública?, diz Bonacin.

Na vila, prefeito e vereadores serão escolhidos pelas próprias crianças, em processo eleitoral semelhante ao dos adultos, com direito a urna eletrônica. Eles também elaborarão os projetos de lei que regulamentarão o funcionamento da pequena cidade. ?Todos os alunos de Piraquara vão aprender a administrar o seu próprio mundo, assumindo a responsabilidade por seus passos no caminho da aprendizagem?, explica Francisco Simeão, presidente da BS Colway.

A vila também conta com um pólo de meio ambiente, com um pólo da cultura e um pólo do empreendedorismo, ?Queremos que as crianças aprendam a valorizar, respeitar a diversidade e a identidade cultural, a memória e a ética?, diz Bonacin.

As atividades na Vila da Cidadania terão início no dia 17, inicialmente para os 2,6 mil estudantes da 1.ª série que aplicarão na prática, acompanhados por uma equipe de monitores e orientadores, os conhecimentos trabalhados em sala de aula.