A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) intensificou ontem a campanha binacional de vacinação contra a raiva, especialmente na região de Foz do Iguaçu. A meta é durante todo o mês vacinar os cães e gatos da região fronteiriça, impedindo a entrada do vírus através de animais do lado paraguaio. A campanha tem o apoio do Ministério da Saúde, que doou as vacinas que estão sendo utilizadas na imunização dos animais de estimação.

?O Ministério da Saúde também repassou vacinas para os paraguaios, que estão juntos na campanha?, explicou o médico veterinário da divisão de Zoonoses da Sesa, Paulo Guerra. Segundo ele, os últimos registros de contaminação de raiva na região aconteceram em 2002, quando quatro pessoas morreram em decorrência da enfermidade.