A Urbs ajuizou na Justiça do Trabalho, na tarde desta quarta-feira (10), uma ação cautelar para garantir a circulação, nesta quinta-feira (11), de no mínimo 80% da frota de ônibus do transporte coletivo no horário de pico e de 60% fora do pico.

É uma medida preventiva para o caso de se confirmar a paralisação do transporte anunciada pelo Sindicato de Motoristas e Cobradores para a tarde desta quinta-feira. Até o final da tarde desta quarta feira, a empresa não havia recebido nenhum comunicado oficial de paralisação, que, conforme determina a lei, deve ser feito com 72 horas de antecedência.

 

Na prática, a Urbs está solicitando à Justiça que determine a manutenção em circulação, no horário de pico (das 17h às 19 horas), de pelo menos 1.544 dos 1.930 ônibus da frota operante. Fora do pico, a solicitação é de que seja garantida a circulação de pelo menos 1.158 ônibus.

 

A Rede Integrada de Transporte atende Curitiba e 13 municípios da Região Metropolitana e registra, por dia, em média, 2,2 milhões de passageiros. A frota operante tem 1.930 ônibus que percorrem, por dia, cerca de 480 mil quilômetros, em 21 mil viagens diárias.