enkontra.com
Fechar busca

Paraná

Universidade no litoral já começa a ser debatida

  • Por Redação O Estado Do Paraná

O governador Roberto Requião deve assinar nos próximos dias a minuta do decreto que cria a comissão que, durante os próximos três meses, vai se reunir para discutir o projeto de implantação da “Universidade no litoral”. A comissão é composta por dez membros e, entre eles, estão secretários de governo, reitores das instituições federais e estaduais de ensino no Paraná, além de representantes dos municípios do litoral e do Ministério Público Estadual.

Segundo o coordenador da comissão, Aldair Tarcísio Rizzi, secretário da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, a missão da grupo será estudar meios de ampliar as oportunidades de ensino superior para os mais de 35 mil jovens, com idades entre 18 e 24 anos, que residem no litoral e que, segundo as estatísticas de 2002, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), estão aptos a ingressar no ensino superior.

Segundo Rizzi, a única opção disponível atualmente aos jovens dos municípios de Paranaguá, Guaratuba, Antonina, Matinhos, Guaraqueçaba, Morretes e Pontal do Paraná é a Faculdade de Paranaguá. Ela atende 1,8 mil alunos e oferece cursos nas áreas de história, letras, matemática, administração, ciências contábeis e pedagogia. O número de alunos atendidos pela faculdade representa, segundo o secretário, menos de 4% do total da atual demanda da região e é menos de 3% do número total de alunos matriculados nas seis instituições estaduais de ensino superior do Paraná.

“A criação da Universidade no litoral é uma promessa de campanha do governador e a determinação dele foi que estudássemos a criação de cursos voltados à geração de emprego aos jovens, que melhorem a renda e ainda ampliem o desenvolvimento social e econômico do nosso litoral”, explicou.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas