Está em construção no bairro Umbará o 34.º Armazém da Família de Curitiba. A previsão é que a obra seja concluída até o fim deste ano e o armazém comece a funcionar em 2013. O investimento é de R$ 900 mil, com 100% dos recursos custeados pela Prefeitura.

O Armazém da Família Umbará vai atender aproximadamente 28 mil pessoas de 13 vilas próximas da região. O endereço do novo armazém é na rua Vicente Negrello, sem número. A entrada para os caminhões com alimentos será pela Ana Ricardo Cordeiro. Essa rua está sendo asfaltada, assim como outras próximas ao armazém.

“Com o Armazém da Família Umbará vamos atender todas as localidades da Regional Bairro Novo, que já conta com outros três armazéns”, explicou a chefe do núcleo da Secretaria Municipal do Abastecimento da Regional Bairro Novo, Maria Leite. O armazém terá 437 metros quadrados de área construída.

A construção segue normas sustentáveis e o prédio terá uma cisterna para captação de água da chuva. Essa água será utilizada nos banheiros, para limpar as calçadas e nos jardins. O Armazém da Família Umbará terá capacidade para atender 7 mil famílias e comercializar 350 toneladas de alimentos por mês.

Divonei da Silva mora ao lado de onde está sendo construído o Armazém da Família. “Vai facilitar muito para as pessoas de baixa renda aqui do bairro. Vamos poder comprar alimentos de qualidade com um preço mais baixo. Além disso, já melhorou a parte de infraestrutura do bairro, pois várias ruas estão sendo asfaltadas”, afirmou Divonei, que há 11 anos mora no Umbará.

Os Armazéns da Família são administrados pela Secretaria Municipal do Abastecimento e oferecem produtos com preços 30% menores do que os encontrados em mercados convencionais. São 190 itens comercializados como alimentos e produtos de higiene e limpeza.

Para fazer compras no Armazém da Família as famílias precisam comprovar moradia fixa em Curitiba e renda até R$ 1.395. O cadastramento deverá ser feito na Gerência Regional da Secretaria Municipal de Abastecimento na Rua da Cidadania da CIC. Nos Armazéns da Família também são atendidas também entidades sociais habilitadas pela Fundação de Ação Social (FAS).