Foto: João de Noronha/O Estado
A primeira turma da UFPR formou-se em Gestão Imobiliária.

Três comemorações tomaram o campus da Universidade Federal do Paraná (UFPR), ontem, no litoral. A primeira turma da instituição colou grau: formaram-se 19 técnicos em Gestão Imobiliária. Em seguida, as instalações da primeira etapa de expansão do campus foram inauguradas e o primeiro passo para a segunda etapa já foi dado. Os editais de licitação das obras a serem realizadas no próximo ano foram assinados pelo reitor da UFPR, Carlos Moreira Júnior, e o governo do Estado.

Segundo o diretor do Campus da UFPR no litoral, professor Valdo Cavallet, os 19 formandos do curso técnico de Gestão Imobiliária, além de serem da primeira turma da instituição, são os primeiros formandos entre todas as novas universidades criadas no governo Lula. ?A nossa primeira meta, agora cumprida, foi a formatura da primeira turma de curso técnico. A segunda será formar, daqui dois anos e meio, a primeira turma de graduação. A última etapa será alcançar os números de dois mil alunos e cem professores, o que deve ser cumprido em mais dois vestibulares?, afirma.

Assim como a maioria dos formandos de ontem, Ilma dos Santos, 62 anos, é aposentada e mudou completamente a vida para voltar a estudar. ?Já sou formada em pedagogia, mas eu estava aposentada. Fiz vestibular, passei, me mudei para a praia e voltei a estudar. Hoje eu estou me formando. Fiz ótimos amigos na universidade e já atuo na área. Sou corretora. É um recomeço em uma outra vida?, comemora.

De acordo com Cavallet, nos próximos anos, outros três ou quatro cursos de graduação devem ser abertos. Eles ainda não definiram quais, mas Cavallet diz que devem ser na área de licenciatura, ?para apoiar as escolas públicas no litoral e tentar erguer a qualidade da educação na região?.

Sobre as reformas inauguradas, a coordenadora de implantação da UFPR Litoral, Cyntia Calixto, afirma que já foram concluídos, na primeira etapa, um bloco de 18 salas de aula e seis laboratórios bem equipados; duas piscinas; a reforma do bloco da administração, inclusive com a construção de um restaurante; e obras no estacionamento e paisagismo. Para a segunda etapa, que deve começar em 2007, está prevista a construção de outro bloco com 18 salas; um auditório; uma biblioteca; uma piscina para hidroterapia; um centro acadêmico e reforma dos apartamentos para o curso Turismo e hospedaria.

Segundo ela, no total serão investidos cerca de R$ 12 milhões. Cyntia ainda diz que, concluída a expansão, já existem projetos para levar um campus da UFPR no litoral também para Praia de Leste, mas a implantação depende da reforma do prédio do antigo Clube de Praia Santa Mônica.

O reitor da UFPR completou que o prédio novo vai dar conta de atender pelo menos a demanda do próximo ano, porque a UFPR já está efetivada no litoral e nos demais campus. Para ele, agora o Estado e o Ministério da Educação deveriam reunir esforços para instalar, em Foz do Iguaçu, a Universidade do Mercosul. ?Assim, a UFPR estaria atendendo em todas as regiões do Paraná?, afirma.