Relatório entregue pelo Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) ao secretário da Educação, Flávio Arns, aponta falhas na gestão do ensino médio. Entre os problemas listados estão instalações inadequadas, falta de capacitação de diretores, professores e aumento da evasão escolar. O governo tem 20 dias para apresentar sua defesa.

O relatório revela distanciamento entre a Seed e os estabelecimentos de ensino. O TCE constatou que os Núcleos Regionais de Educação visitam as escolas apenas para atender questões pontuais e não há uma política sistêmica de apoio, monitoramento, avaliação e supervisão. Quanto à infraestrutura de escolas e colégios, não foi encontrada nenhuma situação de “extrema precariedade”, mas várias instalações inadequadas, como: falta de bibliotecas, salas de aula improvisadas, sem conforto térmico ou acústico, prédios abandonados, acesso deficiente à internet, além de falta de acessibilidade (como rampas e banheiros adaptados).

Em nota, a Secretaria de Estado da Educação (Seed) diz que é precipitada a divulgação de um estudo preliminar realizado em 15 escolas, de um universo de 2.200, o que representa 0,6% da rede estadual. A Seed informa que recebeu as informações na última quarta-feira (18) e que iria debater as informações em fevereiro.