Transportadores escolares de Curitiba fizeram uma carreata na manhã de hoje (14), pelas ruas do Centro da Capital, em protesto pela greve dos professores da rede estadual de ensino. Vans, ônibus e micro-ônibus percorreram a Rua do Barão do Rio Branco e outras ruas centrais fazendo um tremendo buzinaço. Eles foram em direção ao Palácio do governo, exigindo a volta às aulas.

“Assim não é possível. Nós estamos sem trabalhar desde fevereiro. Quem não trabalha, não recebe”, explicou o presidente do Sindicato dos Operadores de Transporte Escolar de Curitiba – Sindotec, Marcos de Bem. Atuam em Curitiba 890 transportadores escolares, que carregam diariamente em torno de 60 mil estudantes.

“Nós torcemos para que as aulas voltem logo. Este é o nosso pão de cada dia. Como qualquer trabalhador temos custos, como IPVA, DPVAT e isso tudo pesa no orçamento”, diz. De acordo com Marcos de Bem, a frota escolar de Curitiba é modelo. “Nós temos uma frota nova circulando, mas isso tem custo: temos as prestações das Vans para pagar, o que sai do nosso salário”, justifica.