Representantes sindicais da área da saúde se reuniram ontem, em Curitiba, para um ato de mobilização pela redução da jornada de trabalho da área da saúde para 30 horas semanais.

A ação foi promovida pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), em conjunto com a Federação Democrática dos Trabalhadores da Saúde do Paraná (Fetrasap). Para a presidente do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Curitiba e Região (Sindesc), Isabel Cristina Gonçalves, a ideia é mobilizar a sociedade pela aprovação do projeto que já passou pelas comissões da Câmara.

“É a segunda vez que o mesmo assunto passa pelo Congresso. Na primeira, em 1995, o projeto foi vetado pelo presidente FHC”, relata. Isabel lembra que o limite máximo de 30 horas semanais para o setor é recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).