enkontra.com
Fechar busca

Paraná

Umbará

Trabalhador perde a vida soterrado em obra na BR-116

Os bombeiros tiraram cerca de um metro de terra para alcançar o capacete da vítima

  • Por Fernanda Deslandes

Uma escavação de longa extensão, com meio metro de largura e mais de três metros de profundidade, foi o leito de morte de um trabalhador às margens do quilômetro 118 da BR-116, no bairro Umbará, na manhã de hoje (29). Ele foi soterrado enquanto trabalhava na obra.

Pouco depois das 8h, José Alves de Lima, 36 anos, ajeitava uma manta protetora dentro do buraco para a instalação de tubulações por onde passarão cabos de fibra ótica, em um gramado ao lado da pista sentido Curitiba.

A terra retirada começou a cair no buraco em grande quantidade, sem que José tivesse tempo de fugir. A vítima foi soterrada de pé, e ficou com mais de um metro de terra sobre a cabeça.

Várias equipes da concessionária que administra a rodovia e do Corpo de Bombeiros estiveram no local, e em poucos minutos conseguiram localizar o capacete de José.

Assim que as vias aéreas dele foram liberadas, os socorristas do Siate tentaram vários procedimentos de reanimação, mas o trabalhador já estava morto, com o rosto roxo indicando que a morte ocorreu pela falta de ar.

“A falta de sorte dele foi que a terra estava fofa, úmida devido à chuva. Se ela estivesse seca, poderiam ter bolsões de ar que permitiriam que ele respirasse até que chegássemos até ele. Já soubemos de vários casos de pessoas soterradas que sobreviveram dessa maneira”, explica o Cabo Schinda, socorrista do Siate.

As escavações para que o resto do corpo de José fosse retirado da terra duraram mais de uma hora. O Instituto de Criminalística deve emitir um laudo sobre o soterramento em um mês.

Veja a galeria com fotos do acidente.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

1 Comentário em "Trabalhador perde a vida soterrado em obra na BR-116"


edison berrocal
edison berrocal
6 anos 10 meses atrás

Um bom trabalhador morreu de graca devido a falta de equipamentos essenciais de seguranca e a construtora deve ser responsavel pelo acidente fatal, pagar idenizacao a familia e ser autuada por negligencia tecnica. Uma vergonha sem tamanho.BRASIIIIIL.

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas