Três funcionários do Tribunal de Justiça do Paraná morreram carbonizados em um acidente no quilômetro 345 da BR-376, entre Ortigueira, nos Campos Gerais, e Mauá da Serra, no Norte do estado, por volta das 8h50 de ontem. O automóvel colidiu de frente contra um caminhão e os veículos pegaram fogo. Morreram a assessora de imprensa Cleuza Aparecida de Carvalho, o supervisor de cerimonial Adilson Teixeira Costa, e o motorista da presidência do TJ, Rene Jorge Ferreira.

Os três estavam num Scenic oficial, que bateu de frente com uma carreta, com placas de São Paulo e carregada com polietileno, conduzida por Valdinei Jorge Barbosa dos Santos, 40 anos. O motorista disse à polícia que havia muita chuva e neblina na hora do acidente e que o Scenic teria passado reto numa curva. O caminhoneiro teve apenas ferimentos leves. Os corpos foram levados ao Instituto Médico-Legal de Ponta Grossa. A pista ficou parcialmente bloqueada e o trânsito funcionou no sistema pare e siga, até parte da tarde.

Retorno

O grupo retornava a Curitiba, após participar da inauguração da 2.ª Vara Cível de Arapongas, na noite de quarta-feira. O presidente do TJ, Miguel Kfouri Neto, também participou do evento, mas não estava no carro com as vítimas. Kfouri Neto decretou luto oficial de três dias, em todas as repartições judiciárias do Estado. O velório será realizado na capela do TJ, em horário que ainda não havia sido determinado, até o fechamento desta edição.