Foto: Daniel Derevecki

Apesar do movimento, obras de reforma continuarão sendo executadas no local.

A Prefeitura de Colombo comemorou o acordo feito entre a Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec) e a Urbanização de Curitiba S.A. (Urbs) para o não fechamento do Terminal Maracanã.

Após a apreensão com a notícia da suspensão das operações para a conclusão de obras, o clima ficou mais tranqüilo entre aqueles que dependem do local para usar o transporte coletivo.

Segundo o prefeito de Colombo, J. Camargo, a administração municipal não foi avisada sobre a intenção de fechamento do terminal. Caso tivesse acontecido, o município teria ajudado na situação. ?Não existia a necessidade do fechamento total do terminal. É possível operar em parte dele, como já aconteceu. Conseguimos provar para a Comec que não era necessário fechar. Houve precipitação em fixar uma data para o fechamento?, comentou.

A Prefeitura de Colombo tinha a intenção de entrar com uma medida judicial para garantir o funcionamento do terminal. A hipótese foi descartada com o acordo firmado anteontem. O Terminal Maracanã atende 65 mil pessoas por dia. Hoje, os usuários já utilizam uma instalação provisória para pegar os ônibus.

O local seria fechado para a conclusão das obras de reformulação. A Comec é responsável pela reforma e a Urbs gerencia a Rede de Transporte Integrado. Todo o atendimento passaria para o Terminal Guaraituba, também em Colombo, mas a Urbs alegou que existiria um alto custo para a transferência e operação. Com isso, surgiu um impasse. O acordo entre os dois órgãos prevê a apresentação, por parte da Urbs, de um plano operacional para o Terminal Guaraituba em dez dias.

Utilização

Toda essa confusão pode resultar em um ponto positivo para a população de Colombo. O Terminal Guaraituba está pronto desde o final do ano passado e ainda não foi utilizado. O plano para absorção de parte das linhas do Terminal Maracanã pode ser o impulso para o funcionamento pleno do Terminal Guaraituba. O que impede o começo das operações é a obra em andamento na Estrada da Ribeira.

O coordenador da Comec, Alcidino Pereira, diz que o órgão participará da elaboração do planejamento operacional do Guaraituba, que será feito pela Urbs, conforme já formalizado entre os órgãos. ?Funcionando o novo terminal, passaremos à interdição parcial do terminal Maracanã para a pavimentação das vias de acesso?.

O próximo passo, segundo o prefeito de Colombo, é o funcionamento do Terminal Roça Grande, na margem da Rodovia da Uva. O terminal está pronto há dois anos. Agora, os acessos estão sendo pavimentados.