A tão desejada chuva, que pode trazer alívio para o tempo seco do Paraná, não deverá dar as caras nesta semana. Pelo menos, não na intensidade desejada. Nuvens de chuva ganham força na altura do Rio Grande do Sul, enquanto no Paraná o tempo segue estável na maior parte do Estado.

Só nas áreas de divisa com Santa Catarina, e fronteira com o Paraguai, a nebulosidade aumenta, e podem ocorrer chuvas rápidas, à tarde e à noite. A temperatura continua elevada durante à tarde, e cai na madrugada.

De acordo com o meteorologista do Simepar Fernando Mendes, essa situação climática, que até lembra o deserto, ocorre devido ao bloqueio atmosférico, já que a massa de ar quente e seco impede a passagem de frentes frias. “Quando o clima está seco não tem umidade e, por isso, não retém calor, fazendo com que na noite e na madrugada as temperaturas fiquem bastante baixas”, explicou.

Pancadas de chuva

A partir de quarta-feira a umidade deve aumentar um pouco no centro sul do Estado. Isso favorece a formação de pancadas de chuvas em cidades como Guarapuava e Ponta Grossa. Já na região de Paranavaí, onde não chove há mais de trinta dias, o tempo não deve mudar. A partir de quinta-feira, a temperatura máxima cai um pouco em todo o Estado. Em Curitiba os termômetros vão variar, durante a semana, entre 24 e 7 graus; em Foz do Iguaçu e Maringá, de 29 e 9 graus.