enkontra.com
Fechar busca

Paraná

Tecnologia de internet móvel 4G já chegou a Curitiba

A velocidade da internet por meio da tecnologia 4G é até 15 vezes superior

  • Por Joyce Carvalho, Meia Fina

A tecnologia de internet móvel 4G já chegou a Curitiba. A operadora Claro lançou ontem o serviço 4GMax, com capacidade inicial de 5Mhz+5Mhz, e em breve será atingido o total de 40 Mhz adquirido no leilão da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) em junho de 2012. A velocidade da internet 4G é até 15 vezes superior à do 3G. Dois smartphones e um modem adaptados ao 4G já estão à venda nas lojas da operadora e no mês que vem estará disponível um tablet para navegar com a nova tecnologia.

Curitiba é a primeira cidade a receber a nova rede na região Sul. Recife foi a primeira capital a contar com 4G, no final do ano passado. A Anatel exigiu que o serviço esteja disponível até abril nas cidades que vão receber os jogos da Copa das Confederações, em junho deste ano. Apesar de Curitiba sediar apenas partidas da Copa do Mundo de 2014, foi escolhida para receber o serviço diante de seu perfil e demanda. O compromisso das operadoras nas cidades-sede do Mundial é implantar a rede 4G até o final do ano.

A cerimônia de lançamento ontem contou com a participação do ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, e do presidente da Anatel, João Resende. No evento, foi feito teste para mostrar a velocidade da conexão. Resende acredita que, no início da operação da nova rede, haja diferença de preços em relação ao que é praticado hoje com a rede 3G. “Mas com o tempo, com a competição, tende a ficar em um preço próximo aos valores cobrados pelo 3G hoje”, explica.

Serviço deve desafogar e melhorar rede 3G

Gerson Klaina
Bernardo: mais velocidade.

O ministro Paulo Bernardo acredita que o serviço 4G deve desafogar a rede 3G, alvo de reclamações dos usuários de telefonia móvel pela lentidão na conexão na internet. “O 3G claramente está limitado pelo congestionamento. Em 2011 dobrou o número de clientes e no ano passado o crescimento foi em torno de 80%. Parte disto migrando para o 4G, lógico que vai haver descongestionamento e vai ficar melhor. E tem tecnologias que melhoram a velocidade do 3G”, comentou. A estimativa do Ministério das Comunicações é de 130 milhões de celulares habilitados para a rede 3G até 2014.

O presidente da Anatel, João Resende, ressaltou que a agência continua cobrando a prestação de serviço de qualidade para os serviços de 3G e de voz. No ano passado, houve a proibição da venda de chips. “Estamos fazendo o acompanhamento por trimestre. Estamos com o primeiro relatório, que mostra melhora. Mas ainda não é suficiente. Houve acréscimo de 14% no número de antenas instaladas. Mas isto ainda é insuficiente para romper esta barreira e aumentar a qualidade”, esclareceu.

Avanço

Resende destacou que, apesar desta situação, o País não pode deixar de avançar e oferecer a rede 4G. Bernardo ressaltou que, se a situação não melhorar, a Anatel tem que fazer o papel dela de fiscalizar, multar e tomar as providências para que os serviços funcionem.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas