O Tribunal de Contas da União (TCU) condenou David Santos de Carvalho, ex-funcionário da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), ao pagamento de R$ 38.086,08, valor atualizado, por desviar dinheiro de uma agência da ECT no município de Chopinzinho, sudoeste do Estado.

O ex-funcionário apropriou-se indevidamente de dinheiro e também emitiu um cheque sem fundos para compensar a diferença no caixa. Carvalho ainda foi multado em R$ 3 mil. O TCU autorizou a cobrança judicial das dívidas. Cabe recurso da decisão.