A equipe de auditoria do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR), responsável por fiscalizar a tarifa de ônibus em Curitiba e Região Metropolitana, estará em campo já nesta quinta-feira (4). O grupo, nomeado nesta quarta-feira (3), vai buscar e analisar as planilhas de custos do transporte coletivo. Os trabalhos têm prazo de 70 dias. A expectativa, porém, é que o relatório esteja pronto antes deste prazo.

 “Vamos avaliar ponto por ponto, verificar a exatidão dos dados, usando as mais atuais técnicas de auditoria”, explica Cláudio Henrique de Castro, diretor de Execuções do TCE e coordenador dos trabalhos. Uma vez concluído, o relatório será apresentado aos conselheiros do Tribunal. Assim que for aprovado pelo Pleno da Casa, o documento será amplamente divulgado à população.

 Por ser um órgão público e permeável às demandas da sociedade, o TCE inicia esta auditoria nas tarifas do transporte público em Curitiba e na Região Metropolitana no momento em que a população exige, nas ruas, transparência em relação a esta questão. “O momento é exatamente este. (A auditoria vem) em auxílio a estes reclamos da sociedade. O TCE se comunica com estes anseios”, frisa Castro.

 O coordenador do grupo técnico do TCE lembra que o Tribunal não tem nenhuma expectativa positiva nem negativa em relação ao quadro que vai encontrar. O trabalho será eminentemente técnico. A auditoria também vai averiguar as contas da Urbanização de Curitiba S/A (Urbs), empresa de economia mista que gerencia o sistema de transporte público da capital.