A Secretaria da Saúde divulgou nesta terça-feira (7) o 33o Boletim Epidemiológico com a divulgação de dois novos casos confirmados da nova gripe na região de Ponta Grossa. Com estes resultados, o Paraná chega a 35 casos confirmados da doença.

O primeiro deles é de um adulto jovem que esteve no Paraguai e na Argentina e apresentou sintomas de gripe dia 23 de junho, dois dias após sua chegada no Brasil. Passado o período de isolamento domiciliar, o rapaz se recupera bem e já retornou suas atividades normais.

O outro caso, confirmado por critérios clínico epidemiológico, trata-se de uma criança que reside com duas pessoas que contraíram a doença. O garoto apresentou os sintomas no dia 30 de junho, passa bem e também já retornou as suas atividades normais.

Embora este caso seja uma transmissão seja autóctone, o caso tem um vínculo epidemiológico forte, o que continua descaracterizando a transmissão sustentada do vírus no Paraná. Todos os contatos de ambos os casos seguem sendo monitorados pelas vigilâncias epidemiológicas.

Além dos casos confirmados, o Paraná possui 391 casos suspeitos e em monitoramento, que aguardam os resultados dos exames laboratoriais. Outros 137 já foram descartados.

A Secretaria da Saúde também reitera que o tempo de espera pelos resultados dos exames varia, podendo demorar cerca de 10 dias devido ao acúmulo de exames solicitados após a confirmação dos primeiros casos no Brasil.

Hoje, apenas três laboratórios no Brasil realizam este tipo de exame – o Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, o Instituto Evandro Chagas, em Belém e a Fundação Instituto Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro.