Foto: Lucimar do Carmo

Via íngreme dificulta parada de veículos pesados.

A instalação de um semáforo na esquina das Ruas Major Heitor Guimarães e Professor Parigot de Souza, no Campo Comprido, em Curitiba, vem causando problemas para os motoristas. Como a via é íngreme, veículos pesados estão tendo dificuldades de parar. Ontem de manhã, uma ocorrência dessas causou um grande congestionamento nas duas vias.

O motorista Cláudio Micheleto vinha de Pernambuco com o caminhão carregado de arroz. Como os semáforos não são sincronizados, ele precisou parar no primeiro sinal, e como estava em uma subida, não teve potência para arrancar o veículo, que acabou atravessado na pista. ?A subida é muito forte e, com o caminhão carregado, não dá para parar e depois arrancar novamente?, afirmou.

Segundo o motorista de ônibus Vitalino Rodrigues, que mora na região, com a construção do binário e instalação dos semáforos, esse tipo de problema vem ocorrendo com freqüência. ?Essa se torna a única entrada para a cidade para quem vem do interior. Acho que a alternativa seria desviar os caminhões pela BR?, comentou. Para o também motorista Douglas Moreno, além do problema da subida, o excesso de peso dos caminhões também atrapalha o trânsito.

A gerente de operações de trânsito da Companhia de Urbanização de Curitiba (Urbs), Guacira Camargo Assunção Civolani, explicou que desde a inauguração da mão única na Rua Major Heitor Guimarães, a Urbs pediu que a concessionária de pedágio responsável pelo trecho da BR-277 e que a Polícia Rodoviária orientassem os motoristas de caminhões para que peguem o Contorto Sul em vez de seguir para o centro de Curitiba. ?Mas não temos como obrigá-los?, explicou.