Médicos, integrantes de laboratórios de saúde pública, técnicos e representantes do Ministério da Saúde participaram ontem, no hotel Ambassador, em Curitiba, do simpósio Diagnóstico Laborial de Doenças Infecciosas e Parasitárias. O evento foi promovido pelo Centro de Produção e Pesquisa de Imunobiológicos (CPPI), órgão da Secretaria de Estado da Saúde, criado em 1987 e que tem sede em Piraquara, na região metropolitana da capital.

Segundo a diretora-geral do CPPI, Sandra Sella, o objetivo do simpósio é a integração entres as instituições de financiamento, pesquisa (universidade), produção e usuários de insumos, além de “avaliar a situação atual, necessidades futuras e perspectivas de avanço tecnológico na produção de kits para o diagnóstico laborial de doenças infecciosas e parasitárias”.

Durante as palestras e mesas redondas foram enfocadas as seguintes enfermidades: febre reumática, que gera uma infecção na garganta; toxocaríase, que é transmitida por um parasita do cão que se aloja nos pulmões e no globo ocular; e paracoccidiodomicose, que é uma micose que atinge principalmente trabalhadores rurais, entre 30 e 60 anos de idade, e também pode se alojar no pulmão.

A toxocaríase e a paracoccidiodomicose, se não tiverem um diagnóstico eficiente, podem ser confundidas com o câncer. O mesmo não acontece com a febre reumática. Porém, se ela não for diagnosticada cedo, pode atingir o coração. “O Estado deve garantir a disponibilidade de kits para diagnóstico à população, a serem utilizados em laboratórios de saúde público”, ressalta Sandra. A disponibilidade dos insumos garante diagnósticos eficientes e evita a evolução dos casos, o que pode prejudicar bastante o quadro geral e o tratamento de um paciente.

Junto com o laboratório Biomanguinhos, no Rio, o CPPI do Paraná é um dos únicos a produzir os kits de diagnósticos para as três doenças no Brasil. De acordo com a diretora-geral, o Estado está bem abastecido, podendo vir a fornecer os insumos para outros estados por meio do Ministério da Saúde.

Em paralelo com o simpósio, foi promovida uma exposição de painéis das principais instituições envolvidas no financiamento, pesquisa, produção e diagnóstico do país.