Foto: Anderson Tozato

Pais, professores e ex-alunos foram homenageados ontem.

Uma das instituições de ensino mais tradicionais de Curitiba, o Colégio Nossa Senhora Medianeira comemora hoje 50 anos de fundação. Ontem à noite, uma sessão solene marcou a data. Hoje acontecerá uma festa para o público interno da instituição. A sessão de ontem foi presidida pelo padre Raimundo Kroth, diretor do colégio. Após a solenidade, foi lançado o livro Colégio Medianeira, 50 anos – de história – Um Abraço que Transforma.

Durante o evento foram realizadas homenagens a pais, professores e ex-alunos – entre eles a secretária municipal da Educação, Eleonora Fruet. Eles receberam placas e troféus. Para o evento de hoje são esperadas cerca de 700 pessoas da comunidade. O livro lançado ontem conta a história da instituição de uma maneira diferente. No trabalho, escrito pela historiadora e professora do Medianeira Valesca Litz são relatados fatos não só referentes ao colégio, mas também da cidade de Curitiba. O livro é dividido em décadas, o que facilita a compreensão. A professora teve um longo trabalho de pesquisa para escrever a obra. Segundo a assessoria do colégio, o trabalho será distribuído a pais, alunos, professores e também para outras 18 escolas de todo o País que, como o Medianeira, são dirigidas por padres jesuítas. O fundador do do tradicional colégio foi o padre jesuíta Oswaldo Gomes.

O Medianeira conta hoje com 2,2 mil alunos, que estão distribuídos entre a educação infantil e nos ensinos médio e fundamental. Possui cerca de 230 professores e funcionários, além de 13 padres jesuítas que vivem e trabalham no colégio.