Após aceitar, nesta terça-feira (21) proposta do governo federal, os servidores técnico-administrativos da Universidade Federal do Paraná e do Instituto Federal do Paraná decidem na próxima quinta-feira (23) se continuam o movimento grevista ou se retornam às atividades normalmente.

Os profissionais, durante assembleia no Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Terceiro Grau Público de Curitiba, Região Metropolitana e Litoral do Estado do Paraná (Sinditest),receberam a proposta por intermédio do Federação de Sindicatos de Trabalhadores das Universidades Brasileiras (Fasubra).

A greve, que atinge principalmente os serviços do Hospital de Clínicas (HC), começou no dia 11 de junho. Muitos pacientes que vão até o HC, encaminhados por seus médicos, reclamam ao não receber atendimento. Se a categoria votar pelo fim dos protestos, é possível que os serviços voltem a ser prestados logo na segunda-feira (27).

Apesar do valor de 15% oferecido como reajuste, o Sinditest diz não estar plenamente satisfeito, entretanto, prometem debater sobre o assunto. Já os servidores da Universidade Tecnológica do Paraná (UFPR) fazem assembleias regionalizadas para chegar a um consenso sobre o caso.