Cerca de 300 servidores da Secretaria Estadual da Saúde realizaram ontem de manhã um protesto contra o reajuste salarial de 5,1% proposto pelo governo estadual. Além disso, os funcionários pedem ainda o pagamento da progressão por tempo de serviço e que o reajuste de 14,79% em uma das gratificações da categoria seja pago já em junho.

O ato teve início na Praça 19 de Dezembro, conhecida como Praça do Homem Nu, de onde os manifestantes saíram em passeata até o Palácio Iguaçu. Na sede do governo estadual, após pressão em frente às portas do Palácio, os servidores foram recebidos pelo governador em exercício, Flávio Arns.

Durante a reunião, representantes do Estado receberam a pauta de reivindicações da categoria e se comprometeram a realizar um encontro assim que o governador Beto Richa retornar de suas férias na Europa. Nessa reunião, segundo os manifestantes, serão adiantados os assuntos de maior urgência, como o pagamento da progressão por tempo de serviço e das gratificações.

“Graças à nossa pressão conseguimos nos reunir com o governador em exercício e o encontro foi positivo. Esperamos que os membros do governo reavaliem esse aumento ridículo de 5,1% que estão propondo e atendam parte das nossas reivindicações”, afirma Eloísa Helena de Souza, coordenadora do Sindicato dos Trabalhadores da Saúde Pública do Estado do Paraná (SindiSaúde-PR).

Veja na galeria de fotos os servidores.