enkontra.com
Fechar busca

Paraná

Servidores costumam fazer carreira no IBGE

No país, o total de vagas chegou a 432, disputadas por 132,6 mil candidatos

  • Por Carolina Gabardo Belo

A agenda de concursos para o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) está movimentada este ano. No último dia 1º de dezembro, cinco mil candidatos disputaram 12 vagas efetivas para os escritórios do órgão em 11 municípios paranaenses. Em todo o País o total de vagas chegou a 432, disputadas por 132,6 mil candidatos. Além disso, o instituto abriu na semana passada outro edital, para o trabalho temporário de agente de pesquisa, analista censitário e supervisor de pesquisas. No Paraná são 383 vagas em 46 municípios.

A destinação de novos funcionários efetivos – que fizeram a prova no começo do mês – aos escritórios do IBGE prevê a realização das pesquisas desenvolvidas pelo órgão, em âmbito domiciliar, empresarial e pecuário. “O trabalho é direto, termina um projeto e começa outro”, explica o chefe do IBGE no Paraná, Sinval Dias dos Santos.

Cada pesquisa tem prazos variados e antes do início dos trabalhos os funcionários passam por capacitações e treinamentos, em que recebem orientações sobre a abordagem aos entrevistados, conforme o Código de Ética dos Servidores Públicos, que também prevê o sigilo sobre os dados coletados. Além disso, os novos trabalhadores são acompanhados por servidores mais experientes durante as primeiras entrevistas. “A concorrência (do concurso) foi bastante acirrada, acima de 300 candidatos para cada vaga. Com certeza os que forem aprovados apresentaram um bom desempenho na prova, mas também terão na capacitação e no desenvolvimento das atividades”, avalia Santos.

O chefe do instituto no Estado conta que é raro o servidor desistir do emprego, apenas em caso de aprovação em outros concursos, e que o comum é encontrar uma equipe com vários anos no instituto. “A maioria tem tempo de casa superior a 30 anos. Quem ingressa, faz carreira na instituição”, conta ele, que é um exemplo desta situação e está há 35 anos no IBGE.

 

Durante este tempo ele aponta a principal mudança no desenvolvimento do trabalho, que passou do manual para o digital. “Quando ingressei tudo era feito da forma tradicional, os formulários eram em papel”, lembra. “Hoje não, com a tecnologia é tudo informatizado, a coleta é digital. Isso tudo facilita a transmissão dos dados, que vai diretamente para o processamento central”, conta. Os resultados da evolução são percebidos de diversas maneiras. Uma delas é o tempo de processamento dos dados, como aconteceu no Censo 2010, em que as primeiras informações foram divulgadas 30 dias depois da conclusão da coleta dos dados. Antes isto demorava meses para acontecer.

 

Retrato do Brasil

“A cada dois dias divulgamos uma pesquisa. Disponibilizamos o trabalho que realizamos para as autoridades, para definir políticas públicas e também para demandas das empresas, da sociedade como um todo. Além disso, todos os dados são disponibilizados gratuitamente, a publicação completa. Nossa missão é colocar a informação à disposição dos gestores, para que saibam como trabalhar a educação, a saúde”, avalia Santos, que aponta os milhares de acessos aos dados pela população como um reflexo da credibilidade do trabalho.

383 vagas no Paraná

O concurso do IBGE que está em andamento oferece 7,8 mil vagas temporárias em todo o País, para níveis médio e superior, nos cargos de agente de pesquisas e mapeamento, agente de pesquisas por telefone, analista censitário de geoprocessamento e supervisor de pesquisas. O contrato é de 12 meses, prorrogáveis por mais 12, e os salários variam entre R$ 765 e R$ 4 mil, além de auxílio alimentação e transporte.

No Paraná são ofertadas 383 vagas, distribuídas entre os municípios: Apucarana, Arapongas, Assis Chateaubriand, Campo Largo, Campo Mourão, Capanema, Cascavel, Cianorte, Colombo, Colorado, Cornélio Procópio, Curitiba, Faxinal, Foz do Iguaçu, Francisco Beltrão, Goioerê, Guaíra, Guaraniaçu, Guarapuava, Ibaiti, Irati, Ivaiporã, Jacarezinho, Jaguariaiva, Laranjeiras do Sul, Londrina, Maringá, Medianeira, Nova Londrina, Palmas, Paraíso do Norte, Paranaguá, Paranavaí, Pato Branco, Pinhais, Pitanga, Ponta Grossa, Rio Negro, Rolândia, Santo Antônio da Platina, São José dos Pinhais, São Mateus do Sul, Telêmaco Borba, Toledo, Umuarama e União da Vitória.

Serviço

As inscrições podem ser feitas até o dia 6 de janeiro de 2014, pelo site da Fundação Cesgranrio (www.cesgranrio.org.br), e o valor da taxa vai de R$ 19 a R$ 80, de acordo com a vaga escolhida. A prova está marcada para o dia 23 de fevereiro de 2014. O edital está disponível no site http://www.ibge.gov.br/home/presidencia/noticias/pdf/edital_06_2013_pss.pdf.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas