enkontra.com
Fechar busca

Paraná

Saúde mental está em discussão

  • Por Rosângela Oliveira

De dez casos de doenças incapacitantes na fase produtiva, cinco são de origem psíquica. No Paraná, cerca de três mil pessoas estão internadas em leitos psiquiátricos, cujo investimento chegou, no ano passado, a R$ 44 milhões ? contra R$ 2 milhões investidos em atendimento ambulatorial. Como mudar o enfoque desse atendimento no Estado é o que está sendo discutido na 1.ª Conferência de Saúde Mental do Hospital Colônia Adauto Botelho, que começou ontem e termina hoje, em Curitiba.

De acordo com o Secretário Estadual de Saúde, Cláudio Xavier, o Estado pretende seguir uma nova orientação do Ministério da Saúde, onde a principal atenção deve ser o atendimento ambulatorial, não só nos hospitais, mas com a ampliação dos Caps (Centro de Atendimento Psicossocial), que funcionam como hospitais-dia, onde são concentradas atividades de recuperação e reintegração na sociedade. No Paraná existem quinze Caps ? cinco só em Curitiba ?, e a idéia da Secretaria é ampliar esse número, instalando unidades nas macro regiões do Estado.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas