enkontra.com
Fechar busca

Paraná

Saúde debate ações integradas para a Copa

A ampliação da rede assistencial por meio da construção dos centros municipais de urgências médicas (CMUMs) Matriz e Tatuquara, a difusão da cultura da paz e dos hábitos relacionados à prevenção de doenças, além da maior articulação entre as estruturas pública e privada de saúde estão entre os ganhos que Curitiba terá no setor por ocasião da Copa do Mundo de 2014. O evento deverá trazer a Curitiba cerca de 600 mil visitantes brasileiros e estrangeiros para assistir aos quatro jogos que acontecerão na cidade e fazer turismo.

Os argumentos foram apresentados pelo diretor de Saúde Ambiental da Secretaria Municipal da Saúde, Luiz Antônio Bittencourt Teixeira, durante a reunião da Câmara Técnica da Saúde. O encontro aconteceu nessa quarta-feira (15), no Palácio das Araucárias, e foi presidida pelo secretário especial da Copa, Mário Celso Cunha, do governo do estado.

“O trabalho a ser feito não é novo, pois há muito pautamos nossa ação pela parceria com o segmento econômico e a população. A diferença está no tamanho do evento que trará tanta gente a Curitiba ao mesmo tempo. É para isso que precisamos estar preparados”, observou Teixeira, que também destacou o fato de os avanços serem relevantes para Curitiba também depois dos jogos. “São bens materiais e aprendizados que continuarão sendo úteis para o aprimoramento da cidadania e a qualidade de vida da população muito além de 2014”, disse.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas