A Polícia Rodoviária Federal (PRF) flagrou na tarde deste sábado (23) um carro a exatos 200 km/h, na BR-277, em Medianeira, região Oeste do Paraná. A velocidade máxima permitida no local é 110 km/h e essa foi apenas uma das 60 infrações ao limite no prazo de apenas 90 minutos. Ou seja, por 1h30 motoristas e pedestres estiveram em risco de morte na região. Por sorte, nenhum acidente foi registrado.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

O proprietário do automóvel, um Volkswagen Santana, receberá uma notificação de autuação de trânsito de natureza gravíssima, no valor de R$ 880. Além disso, ele responderá a um processo administrativo de suspensão da carteira de habilitação. A suspensão pode durar de dois a oito meses, ou até um ano e meio, caso o mesmo motorista seja reincidente nesse tipo de infração num intervalo de 12 meses.

Para se ter uma ideia do risco de acidente, a uma velocidade de 200 km/h, um carro percorre, em apenas um segundo, uma distância superior a 55 metros.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Velocidade incompatível foi a terceira principal causa de mortes em rodovias federais ao longo de 2018 no Paraná. Pelo menos 15,5% das 490 pessoas que morreram no período foram vítimas de acidentes provocados por excesso de velocidade.

Quem eventualmente presenciar algum tipo de situação de risco ou imprudência nas rodovias federais de todo o país pode acionar a PRF pelo telefone de emergência 191. A Polícia Rodoviária Federal prioriza os trechos onde há maior incidência de acidentes graves para realizar suas operações de controle de velocidade.

Ônibus perde o controle e arranca poste no Pilarzinho. Veja o estrago!