Até 2008 sobe de 44,7% para 60% a população paranaense que terá acesso ao serviço de coleta e tratamento de esgoto nos municípios atendidos pela Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar). Parte dos recursos, R$ 113 milhões, foi liberado esta semana pelo governo federal. Outros R$ 13 milhões são contrapartida da própria Sanepar. Mais R$ 117 milhões virão até o fim do mês – R$ 79 milhões já foram liberados no ano passado. Todos recursos são da Caixa Econômica Federal. Além disso, há recursos sendo captados em outras fontes e algumas obras já estão em andamento.

Segundo o presidente da Sanepar, Stênio Jacob, o saneamento no Paraná é o mais abrangente do País. Supera o índice nacional de coleta de esgoto, que é de 35%, e também o de tratamento, que é de 100% contra 17% da média nacional. Stênio prevê que, em 2008, 60% da população seja atendida. Mas já em 2010 os números devem subir para 65% em cidades com até 50 mil habitantes e para 80% em cidades com mais de 50 mil. A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera uma comunidade atendida quando atinge 65% da população.

Cerca de 40 cidades paranaenses de várias regiões vão receber os benefícios dos empréstimos da Caixa. Cidades como Realeza, Céu Azul e Fazenda Rio Grande ainda não dispunham do serviço e vão ter o sistema implantado. Ontem, Stênio esteve em Foz do Iguaçu assinando convênio com a Prefeitura da cidade e vai destinar para as obras R$ 10,9 milhões. Hoje, 51% da população conta com os serviços de coleta e tratamento de esgoto – o índice deve chegar a 61%. Também estão na lista cidades como Londrina, Cambé, Apucarana, Ponta Grossa, Pinhais, Colombo e Campo Largo.

Para Stênio, o Paraná já pode pensar em 100% de atendimento. Ele explica que, depois que todas as cidades tiverem cobertura de 65%, vai ficar mais fácil ampliar o serviço. “Quando se constrói uma estação de coleta e tratamento já faz pensando na sua ampliação”, fala. Ele estima que daqui a 20 anos o Estado vai poder atingir a marca. O dinheiro também vai ser empregado em melhorias no serviço de distribuição de água. No Estado 99% da população urbana das 342 cidades atendidas pela Sanepar contam com o benefício.

No total, o governo federal distribuiu R$ 2,1 bilhões para obras de saneamento em 15 estados e Distrito Federal. Vai ser beneficiado 1,8 milhão de famílias, gerando 500 mil postos de trabalho. Até o fim do mês vai ser liberada uma segunda lista de municípios e estados com a liberação de mais um bilhão.