A prefeitura de Curitiba promete para este mês o início da revitalização da rodoferroviária. De olho na Copa do Mundo de 2014, a obra tem término previsto para setembro de 2013. Entre as mudanças previstas estão a construção de 16 conjuntos sanitários, fraldário, 560 assentos na área de embarque, praça de alimentação climatizada com 142 metros quadrados, restaurante para 56 lugares e novos estacionamentos. Haverá painéis indicativos com informações de chegada e saída dos ônibus, similares aos existentes em aeroportos.

A venda de bilhetes será no piso superior. Serão implantados quatro elevadores, quatro escadas rolantes e uma nova passarela com plataforma elevatória para uso de pessoas com deficiência. Na parte térrea externa, pontos de comércio e serviços ficarão onde hoje estão instalados os guichês das empresas de ônibus. Na parte interna do piso térreo ficará a sala de embarque, de acesso exclusivo e climatizada, que será controlada por catracas com leitura por código de barras.

Obras

Como a Avenida Affonso Camargo receberá o fluxo do corredor aeroporto-rodoferroviária – com a construção de novo viaduto em sentido único vindo da Avenida das Torres -, a entrada e saída dos ônibus de viagem será pela Rua Dario Lopes dos Santos, na parte de trás do terminal, a partir da liberação do pátio de manobras da Rede Ferroviária Federal, operado pela ALL.

As ciclovias na Affonso Camargo e na Mariano Torres serão interligadas ao terminal. A rodoferroviária terá 278 vagas de estacionamento, que se somarão às 450 vagas subterrâneas na Affonso Camargo, cuja concessão está em fase de licitação.