enkontra.com
Fechar busca

Paraná

Retrospectiva 2013

Relembre as notícias que marcaram o mês de abril

Mês foi marcado por uma tragédia em família, além da prisão de dois pedófilos

  • Por Jonatan Silva

Virgínia Soares de Souza, a ex-chefe da UTI do Hospital Evangélico, passou por uma avaliação psicológica a pedido da Justiça. Acusada de antecipar a morte de diversos pacientes, a médica afirmava que a denúncia que carregava tinha, na verdade, fortes motivações políticas.

A defesa afirmava que faria revelações bombásticas sobre o tema, porém, somente o silêncio reinou.

Esquema desmantelado

Uma operação do Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado (Gaeco) acabou com um esquema de corrupção envolvendo o delegado Gerson Machado e policiais da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV). Luiz Carlos de Oliveira (chefe da DCCP) e o investigador Aleardo Righetto (6.º DP) foram presos por porte ilegal de arma de fogo e munição de uso restrito.

Na casa de Luiz Carlos foram encontrados mais de 98 mil dólares e na casa de Machado a polícia descobriu duas armas. Diversos computadores e documentos foram apreendidos durante as investigações com o principal intuito de comprovar a corrupção.

Fuzilaria

O começo de abril foi quente no Campo Comprido. Pai e filha foram assassinados com mais de 40 tiros, em uma suposta vingança por uma briga entre adolescentes e que resultou na morte de Christiano Gomes, de 25 anos. Segundo testemunhas, uma Blazer preta chegou no local e três atiradores desceram do veículo.

Um garoto de 12 anos pagou com a vida uma dívida contraída pelo pai. Kelvin Henrique Santana Damaceno foi assassinado com um tiro na cabeça. Seu pai, Márcio José Damaceno, levou tiros no pescoço, na cabeça e nas pernas, enquanto Roseli do Nascimento Santana levou um tiro.

Lineu Filho
PMs da viatura não podiam atender assalto à farmácia ao lado.

Para inglês ver

O governo do Paraná colocou várias viaturas da Polícia Militar (PM) nas ruas de Curitiba, o problema é que elas estavam lá só para adornar a cidade. Os policiais que estavam no Centro não podiam atender ocorrências. Em contraste a essa limitação, os bandidos não fizeram por menos e continuaram a agir na região central.

Na época, o governo estadual escancarou anúncios de que havia feito a maior compra de viaturas da história, no entanto, nenhuma delas realmente funcionava. Várias vítimas de ações criminosas relataram o ocorrido aos policiais e receberam uma negativa.

Mas que loucura

Pais e pacientes do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) Infantil no Pinheirinho ficaram preocupados quando chegaram ao posto para ter atendimento e se depararam com a recusa. O motivo? Salários atrasados de servidores. “A gente já sabia que a situação do Caps estava difícil, mas não sei como vai ser depois de sexta-feira. Além disso tudo que os funcionários passaram, não há manutenção no gramado. O mato está alto em local usado para recreação das crianças”, relata Luciane Ferreira de Oliveira, que leva o filho para a unidade três vezes por semana.

Reprodução/Facebook
José confessou a traição, deixou a arma no criado-mudo e entregou a vida a Rosana.

Pulando para o abismo

O empresário José Arivilton Ferreira não sabia que ao admitir à esposa uma traição estaria assinando a sua sentença de morte. Rosana Alencar da Silva, que assim como o marido era evangélica, estrava grávida de 5 meses e acabou matando o marido a tiros na, frente da filha de 12 anos.

Segundo pessoas que conheciam o casal, os dois eram tranquilos e estavam casados há 14 anos. No entanto, quando José disse que seu caso extraconjugal era com uma funcionária da empresa Rosane pegou um revólver calibre 38 e disparou contra o marido. Ela disse que à polícia que ele teria retirado a arma que estava embaixo e colchão e teria dito a ela que poderia fazer o que bem entendesse com ele.

Carros esmagados

Um grave acidente na PR-418 envolvendo dois caminhões e dois veículos de passeio acabou em tragédia. O condutor de um dos veículos morreu na hora e o casal que estava no outro foi levado em estado gravíssimo ao Hospital Evangélico.

Marco Charneski
Na casa de Gregor havia armamento de uso restrito.

Entranha conexão

Um homem teve dificuldades para explicar a origem da sua coleção de materiais com emblemas nazistas à PM. O designer Gregor Smal foi alvo de uma denúncia anônima, que relatava estar de posse de diversas armas.

No local, foram encontradas duas pistolas Luger (modelo usado pelos alemães na Segunda Guerra Mundial); uma arma em forma de caneta, calibre 22; três carabinas (calibres 38, 22 e 16) e um morteiro de 81 milímetros.

Tomate

Quem não se lembra que o preço do tomate chegou8 nas alturas? Pois é, além de ser difícil para o consumidor compra-lo, teve muito bandido que mudou o foco de suas ações criminosas e passou a aterrorizar produtores rurais e comerciantes.

Luiz Carlos Drula, 57 anos, foi vítima das ações dos marginais e teve de entregar toda a sua carga de tomates. Segundo ele contou à reportagem do Paraná Online, os assaltantes apontaram uma arma para o filho dele e, por conta dessa ameaça, teve de deixar de lado o fruto do seu trabalho.

Droga de Facebook

O norte-americano Paul Payam Saadati, 34 anos, foi preso por policiais da Divisão Estadual de Narcóticos, suspeito de tráfico de drogas. A polícia encontrou remédios, haxixe e anabolizantes no apartamento dele no Alto da Glória.

Paul usava seu perfil no Facebook para comercializar as drogas. A polícia encontrou no computador do gringo diversas mensagens que comprovavam o comércio de narcóticos.

Vovózona

Helena Maria das Chagas, 54 anos, não usou a sabedoria adquirida com a idade e acabou indo parar no tráfico de drogas. Com ela, a polícia apreendeu várias buchas de crack, que deveria servir para sustentar o vício no Jardim Tropical, em Araucária, na região metropolitana.

Helena aliciava menores para trabalhar com ela. No entanto, o pagamento era feito com a droga. Para cada 10 pedras que os adolescentes vendiam, uma ficava para eles. Um de seus “funcionários” havia sido preso por ter roubado o carro do diretor de uma escola da região.

Monstro

Um tarado, identificado como Maicon Cesar Azevedo, 27 anos, é acusado de estuprar uma mulher de 33 anos e depois obrigá-la a cozinhar para ele. A vítima teria escutado barulhos estranhos e quando foi verificar o que estava acontecendo foi rendida por Maicon.

Depois disso, o monstro invadiu a casa ao lado e tentou fazer o mesmo. No entanto, Maicon não contava que um garoto de 12 anos o impediria de repetir o ato com a irmã dele. O adolescente pegou uma faca de cozinha e feriu o estuprador.

Divulgação/Polícia Civil
Oswaldo disse não lembrar ter colocado fogo na mulher.

Piromaníaco

A morte de Vera Lúcia de Abreu, 57 anos, não pareceu ser uma culpa tão grande o marido dela, Oswaldo Pedrozo de Abreu, que depois de ensopá-la com gasolina e atear fogo nela, afirmou aos policiais não lembrar de nada. Quando foi socorrida pelo Siate, Vera ainda estava viva e gritava de dor.

Segundo a polícia, ela afirmou que o marido, com quem foi casa por 37 anos, havia feito aquilo com ela. No momento do crime, Osw,aldo estaria completamente bêbado.

Operação Fractal

Investigações da Polícia Federal descobriram um esquema de jogos de azar e contrabando de cigarro chefiado pelo assessor do deputado estadual Waldyr Pugliesi (PMDB). Além dele, outras 22 pessoas foram presas, incluindo policiais.

As prisões e apreensões aconteceram em Curitiba, Maringá, Medianeira, Foz do Iguaçu, Faxinal e Matinhos. Outros mandados de prisão e de busca e apreensão foram cumpridos em Porto Alegre e Canoas, no Rio Grande do Sul, e em Laguna e Joinville. Quatro carros de luxo, pilhas de documentos e computadores foram confiscados.

Allan Costa Pinto
Dupla acusada de pedofilia já vinha sendo investigada pela polícia.

Monstruosidade sem limites

Dois homens foram presos pela polícia acusados de participar de um grande esquema de pedofilia. Com Edson Mariano Atanásio, 29 anos, e Waldomiro Rodrigues da Silva, 36 anos foram encontradas mais de 32 mil imagens de meninos nus.

“Descobrimos que eles não só tinham imagens das crianças, como em alguns casos chegaram a manter relações com os garotos”, contou o delegado titular do Cope, Amarildo José Antunes.

Golpe velho

Um falso mecânico foi preso acusado de aplicar diversos golpes em motoristas. Geralmente, Eduardo Dogado Balbino, 38 anos, dizia que o carro estava pegando fogo e as vítimas davam a ele dinheiro pelo “conserto”. Além disso, Eduardo usava bolinhas de gude para que o veículo fizesse “barulhos estranhos”.

Quando foi abordado pelos policiais, o falso mecânico ofereceu dinheiro para não ir preso. Com isso, ele foi indiciado pelo golpe e preso por tentar corromper os PMs.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Últimas Notícias

Mais comentadas