Motivo de reclamação de moradores e turistas, a região ao redor do zoológico e do Parque Iguaçu, há muitos anos abandonada, passará por uma fase drástica de mudanças nos próximos anos.

Em Curitiba, órgãos da prefeitura já organizaram os primeiros projetos para incluir a área num pacote de recursos do governo federal para o turismo. Em São José dos Pinhais, uma área próxima, abandonada, ganha cuidados especiais.

Quem vai de Curitiba para São José, à direita, encontra o único acesso ao zoológico. A Estrada Intercavas à noite não tem iluminação e está repleta de lixo. “A pista é simples e tem vários buracos desde que eu vinha aqui quando criança”, conta a técnica de enfermagem Roseli Machado, 43 anos. Pela falta de estrutura, o trecho também é foco de homicídios e prostituição.

“Como é uma obra cara, estávamos buscando recurso”, justifica Sérgio Tocchio, diretor do Departamento de Parques e Praças da Secretaria Municipal do Meio Ambiente. A estrada será a primeira a sofrer mudanças até o ano que vem, assim que chegarem os recursos do Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur) – uma linha de financiamento do governo federal.

A prefeitura de Curitiba apresentou um projeto de revitalização do Parque Náutico e ampliação do zoológico, que trará mudanças desde o Parque da Imigração Japonesa, que já está em obras na Avenida das Torres, próximo à Força Verde, até o Contorno Leste, onde haverá um novo acesso ao zoológico. No trecho entre a Estrada Intercavas e o viaduto da Avenida Marechal Floriano Peixoto, o projeto inclui a construção de uma área para grandes eventos. “Tem trecho que é particular, mas queremos que toda a área seja pública e que possamos fazer as obras o quanto antes, de acordo com o cronograma de liberação de recursos”, explica o diretor.

No zoológico, as mudanças acontecem desde 2005, mas ainda faltam melhoras, por exemplo, nas placas de orientação, que estão ilegíveis. Já foram revitalizados a cozinha, os vestiários, os banheiros, e está em obras o novo posto da Guarda Municipal, além das cercas internas. “Ainda está em fase de licitação um projeto em parceria com a Petrobras para criar uma área com 15 unidades para exposição de aves e pequenos felinos”, explica Marcos Traad, diretor do departamento do zoológico.

São José dos Pinhais

Do Rio Iguaçu para frente já é São José dos Pinhais e a área que vai até o Canal Extravasor, entre a Avenida das Torres e a Avenida Marechal Floriano Peixoto, foi cedida ao município pelo governo estadual em 27 de maio. O contrato de manutenção do trecho vai até 31 de dezembro, mas há interesse da Prefeitura de São José em ampliar o período de investimento. “Já foi feita a revitalização paisagística e pretendemos refazer as pistas de caminhada e atletismo, as churrasqueiras e as canchas de vôlei até o próximo mês”, explica a secretária municipal do Meio Ambiente Edilaine Vieira. No prazo de um ano, caso o contrato seja prorrogado, a prefeitura pretende instalar banheiros, uma academia para pessoas de todas as idades e um parque infantil.