O acidente envolvendo um caminhão, uma motocicleta e um carro, matou uma pessoa e mandou outras três para o hospital, na noite de desta segunda-feira (02), na Rodovia do Xisto (BR-476), bairro Tatuquara, em frente ao depósito da Electrolux que pegou fogo em setembro. O rapaz identificado como Claudeir Felipe Ribeiro, 27 anos, que pilotava uma Honda, teve parte do corpo esmagada depois de bater a motocicleta contra o carro e em seguida ir parar embaixo do rodado do caminhão.

Rodrigo da Silva Lima, 18, que estava na garupa, sofreu várias fraturas, porém foi socorrido pelo Siate com vida ao Hospital Municipal de Araucária. Ele permanece internado em estado grave, mas está fora de risco. Após arrastar a motocicleta mais alguns metros, o caminhoneiro fugiu sem prestar socorro.

A mulher que estava ao volante do Xsara Picasso, em que a moto bateu antes da queda, ficou em estado de choque ao ver o corpo de Claudeir. Ela precisou ser levada para o hospital, assim como a esposa dele, que chegou ao local por volta das 21h, cerca de meia hora após o acidente.

Antes de ser socorrida, a condutora ligou para o marido contando sobre a fatalidade e ele foi ao local ampará-la.

“Ela disse que o rapaz entrou no corredor entre os veículos e se desequilibrou ao lado da carreta antes de esbarrar no carro. Sou caminhoneiro, sei que isso é fácil de acontecer”, afirmou Elias Dias.

Trânsito lento

A pista da rodovia sentido Araucária ficou parcialmente interditada por mais de duas horas. Bombeiros e uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF), mantiveram a área isolada e organizaram o tráfego. “Como havia uma soma considerável de dinheiro com a vítima, não tocamos no corpo até a chegada da perícia. A cena era forte, principalmente pelo estado em que o rapaz ficou”, descreveu o cabo Stori, dos Bombeiros.