Moradores da Vila Camargo, em Curitiba, fizeram uma manifestação, ontem de manhã, por melhores condições de infraestrutura urbana. Eles colocaram fogo em pneus e impediram o trânsito de veículos nos dois sentidos da BR-376, entre a capital e o município de Araucária, gerando bastante confusão.

“Estamos totalmente abandonados na vila. Não temos água, luz, rede de esgoto e asfalto. Quando chove, não dá para sair de casa em função da lama. Precisamos que alguém olhe por nós e que os políticos façam alguma coisa para nos ajudar. Estamos totalmente abandonados”, afirmou a dona de casa Anadir Messias Ribeiro.

A empregada doméstica Juliana Pires dos Santos se preocupa principalmente com a questão da água. Ela conta que utiliza água de mina e teme pela saúde de seus filhos de 1, 3, 5 e 8 anos de idade.

“Não sei a origem da água que eu e meus filhos bebemos. Meu medo é que ela esteja contaminada e que fiquemos doentes. Água encanada é o mínimo que precisamos para viver com dignidade”, declarou.

Durante a manifestação, um caminhão bateu em uma viatura de polícia. O motorista do caminhão ficou ferido e teve que ser levado pelo Siate, de helicóptero.

Também durante a confusão, muitos veículos tentaram furar a manifestação, atravessando no meio do fogo gerado pelos pneus. Como não havia recebido reclamação oficial de moradores da Vila Camargo, a prefeitura de Curitiba preferiu não se manifestar sobre o assunto.