A 11.ª Vara Criminal de Curitiba recebeu, no dia 12, denúncia do Ministério Público (MP) contra os proprietários do bar Pacatatu Cutianão, no Rebouças, em Curitiba, pela venda de produtos impróprios para o consumo. Caso sejam condenados, a pena prevista é de dois a cinco anos de detenção ou multa.

O bar já havia sido interditado temporariamente em 10 de novembro, por decisão do Juízo da 6ª Vara Cível da Capital, atendendo pedido do MP, formulado em ação civil pública ajuizada em outubro. De acordo com a Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor, o estabelecimento não tinha condições de segurança adequadas para atender os consumidores, sobretudo em relação a prevenção de incêndios.