O governador Roberto Requião (PMDB) implantou o policiamento comunitário em Umuarama e Campo Mourão, com entrega de veículos do Projeto Povo (Policiamento Ostensivo Volante) às duas cidades, ontem. ?Chega de polícia autoritária e violenta. Queremos a polícia a serviço da comunidade e visitando cada casa e conhecendo seus moradores pelos nomes?, enfatizou Requião.

O governador ressaltou os investimentos realizados na área da segurança pública. ?Estamos investindo, neste ano, R$ 65 milhões. Minas Gerais, que é um estado muito mais populoso, investiu no mesmo período R$ 60 milhões. Se somarmos aos valores investidos em 2005 os recursos dos anos interiores, teremos os maiores investimentos da história da segurança pública no Paraná?, disse.

O Projeto Povo deverá estar implantado, até o final do ano, em todo o Paraná, segundo o secretário de Estado da Segurança Pública, Luiz Fernando Delazari. ?Para integrar esta grande rede o governo já contratou 1.300 policiais militares, 577 policiais civis e estará realizando, em breve, concurso público para contratação de mil policiais militares?, afirmou o secretário. ?A polícia comunitária é o novo modelo de segurança pública e já é aplicado com sucesso em outros países e em outras cidades do Estado?, disse.

De acordo com o secretário, o governo tem investido em equipamentos para a policia, como, por exemplo, com a aquisição de 1.600 veículos, 8.000 pistolas e 13.000 coletes balísticos. Ele ainda comentou que o Paraná fez uma das maiores aquisições de veículos policiais do país. ?Compramos 1.600 veículos. São Paulo, por exemplo, comprou dois mil, o que comprova proporcionalmente a importância do investimento feito aqui no estado?, comparou Delazari.

Em Umuarama, a estação Projeto Povo, composta por um automóvel e duas motocicletas, atuará no bairro Jabuticabeiras, nesta primeira fase. Campo Mourão recebeu duas estações Projeto Povo, ou seja, duas viaturas e quatro motos equipadas com rádios e celulares. Esse tipo de policiamento começará pelos bairros Jardim Tropical e Lar Paraná, onde vivem 20 mil pessoas.