Deve gear em praticamente todo Estado na madrugada de hoje. Com exceção ao extremo Norte e do litoral, todo restante do Paraná irá amanhecer com o branco típico da geada modificando a paisagem. O dia deve ser como ontem, ensolarado e muito frio. Todavia, os ventos fortes que aconteceram não devem se repetir. Na capital, as temperaturas devem girar entre 4.ºC e 15.ºC. Em Palmas, no extremo-Sul do Estado, a mínima deve chegar a 1.ºC.

Ontem, o dia foi marcado por ventos moderados e fortes, principalmente na região de Curitiba e no litoral do Estado. Em média, eles chegaram a 30 quilômetros horários, mas com rajadas de até 55 quilômetros por hora, considerados fortes pelos especialistas do Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar). A explicação para o fenômeno é a presença de sistemas de alta e baixa pressão sobre o oceano. No sistema de alta pressão os ventos são formados em círculos anti-horários, contrários aos dos sistemas de baixa pressão, que são horários. O ciclone extratropical, que passou esta semana pela costa brasileira, é um sistema de baixa pressão. Os ventos de ontem no Paraná são “efeitos colaterais” da passagem desses sistemas pelo mar.

Segundo o meteorologista do Simepar, Marco Antônio Jusevisius, esses ventos diminuem em muita a sensação térmica. “Em Curitiba, por exemplo, a mínima registrada no termômetro foi de 7,5.ºC, mas a sensação térmica chegou a -0,5.ºC”, revelou. A temperatura mínima registrada no Estado ontem foi de 5,1.ºC, em Entre Rios.

Neve

A cidade de São Joaquim, na serra catarinense, a 290 quilômetros de Florianópolis registrou queda de neve por cerca de 15 minutos, na madrugada de ontem. As temperaturas despencaram para 2.ºC negativos na região, com sensação térmica de até 13.ºC negativos. Além do frio, fortes ventos atingiram várias regiões do Estado. Na estrada da Serra do Rio do Rastro, que liga o litoral sul à região serrana, eles atingiram 120 quilômetros por hora e chegaram a arrastar dois veículos contra o muro de proteção da rodovia.