A Associação de Recicladores de Lixo Eletroeletrônicos (E-Lixo), sediada em Londrina, região Norte do Estado, iniciou na Colônia Penal Agroindustrial do Paraná (CPAI), em Piraquara, um projeto de reciclagem desses materiais com objetivo social e ambiental. Num primeiro momento serão sete presos atuando no projeto, mas a expectativa é ampliar essa parceria, beneficiando dezenas de outros detentos.

O trabalho utiliza a mão de obra dos presos que também estão envolvidos num processo de aprendizagem e, quando ganharem a liberdade, terão conhecimento em reciclagem de eletrônicos, além de montagem e reaproveitamento de computadores.

Para o responsável pelo desenvolvimento do projeto, Alex Gonçalves, “a ação contribui para a reintegração social dos internos e todas as pessoas podem colaborar, doando eletroeletrônicos que não utilizam mais, e que serão muito bem-vindos já que uma simples ação faz toda a diferença para o planeta”.

A ONG E-Lixo recolhe produtos como aparelhos de DVD, fax, som e controle de videogame, aquecedores, ar-condicionado, bateria de celular e celular, caixas de som, carregadores, CD Room, centrais telefônicas, computadores e componentes, ferro de passar, impressoras, máquina de lavar, entre outros.

Paraná Online no Facebook