Um grupo de 18 presos da Colônia Penal Agroindustrial do Paraná (CPAI), com sede em Piraquara (Região Metropolitana de Curitiba), fará neste sábado (25) um mutirão para limpeza geral do Colégio Estadual Guido Straub, no bairro Mercês, em Curitiba.

A ação faz parte do plano de trabalho assinado no começo do mês, entre as secretarias da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos e da Educação. Intitulado “Trabalho – O Caminho que Liberta – Escola Cidadã”, o plano prevê, para as próximas semanas, mutirões semelhantes em dez escolas estaduais selecionadas pelo Núcleo Regional de Educação.

Rosimeiry Mostachio, coordenadora do projeto da Secretaria da Justiça, explica que se trata de um processo pedagógico para resgate da autoestima e ressocialização dos apenados, envolvendo-os nas ações de cidadania.

“Por outro lado, ajuda a mudar o visual da escola, oferecendo serviços de pintura, limpeza, substituição de telhas, troca de vidros, recuperação de calçadas, roçada e retirada de entulho”.

O projeto envolve presos de regime semiaberto nos mutirões para pequenos reparos e manutenção da escola, e do regime fechado, da Penitenciária Central do Estado (PCE), também em Piraquara, em serviços de marcenaria para reforma dos equipamentos escolares.

Os 18 presos da CPAI devem chegar ao Colégio Guido Straub, na Rua Jacarezinho, 1.680, Mercês, às 8h da manhã deste sábado, quando serão acolhidos com um café oferecido pela escola.

Logo em seguida iniciam os trabalhos, que devem durar todo o dia, sob orientação e coordenação de profissionais da Secretaria da Educação, agentes penitenciários do Departamento de Execução Penal do Paraná (Depen) e representantes da Secretaria da Justiça e do colégio.