Funcionários da prefeitura de Rio Branco do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba, continuam enfrentando dificuldades por causa dos atrasos no pagamento de salários. O problema foi mostrado por O Estado no último dia 21 de janeiro. Porém, quase um mês depois, ainda não foi totalmente resolvido.

“A prefeitura acertou os salários dos trabalhadores da Saúde e da Educação. Entretanto, os demais continuam sem receber desde o mês de dezembro. Muitos estão revoltados e já passando por uma série de dificuldades financeiras”, afirma uma servidora que, com medo de sofrer represálias, prefere não ter seu nome publicado.

A prefeitura de Rio Branco, por sua vez, atribui os atrasos a dificuldades enfrentadas na transição de uma gestão política para outra. Em janeiro, assumiu a administração municipal Adel Ruts, no lugar de Emerson Santo, que era vice-prefeito de Amauri Johnson, que renunciou à prefeitura no último mês de outubro.

A assessoria de imprensa confirma a informação da servidora. A estimativa é de que os demais funcionários efetivos e também os comissionados recebam até o final desta semana. Estes representam cerca de quinhentos trabalhadores, de um total de mil em atividade em Rio Branco.