O governo estadual resolveu ampliar a restrição à entrada e circulação de ônibus interestaduais no Paraná. Um novo decreto emitido na noite de quarta-feira (18) determinou a suspensão do transporte coletivo rodoviário de passageiros com origem em todos os estados e Distrito Federal a partir desta sexta-feira (20).

Na tarde de quarta-feira, o governador Ratinho Junior anunciou que iria barrar a circulação de ônibus de São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal e Bahia, mas a medida acabou sendo ampliada horas mais tarde com a emissão de um novo decreto. Na manhã desta quinta-feira (19), a rodoviária de Curitiba estava completamente vazia. Os poucos ônibus que chegavam tinham poucos passageiros, com cinco, seis pessoas.

LEIA TAMBÉM Supermercados abrem em horário especial pra atender grupo de risco de coronavírus

Segundo o governo, a nova medida pretende diminuir a probabilidade de circulação do novo coronavírus no Paraná, principalmente porque houve ampliação de casos comprovados da Covidi-19 na maioria dos estados.

O novo decreto tem validade por 14 dias, mas pode ser prorrogado assim que houver necessidade. Para regulamentar a interrupção das linhas interestaduais, postos de monitoramento serão implantados nas fronteiras, divisas, portos, aeroportos e rodoviárias estaduais.

Portos e Aeroportos

O novo decreto também reforça os cuidados nos portos e aeroportos do estado. Em portos, passageiros e tripulação de embarcações estrangeiras deverão ser abordados por agentes públicos, que irão checar as condições de saúde de quem chega ao Paraná. A mesma atenção será dada para quem desembarcar nos aeroportos do estado.

No Aeroporto Afonso Pena, o impacto do coronavírus é muito perceptível: quarta-feira, o saguão estava completamente vazio.

O governador Ratinho Junior também se comprometeu a solicitar junto as autoridades aeroviárias federais a restrição de voos com partidas de São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Distrito Federal.

As fronteiras do país também serão reforçadas, impedindo a entrada pelo Paraná de pessoas vindas do Paraguai e Argentina.

Como prevenir a contaminação por coronavírus

  • Lavar as mãos com frequência/ ou utilizar álcool 70%, principalmente antes de consumir algum alimento;
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca, higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Manter ambientes bem ventilados, evitar contato próximo com pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;
  • Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações;
  • Pessoas com sintomas de infecção respiratória aguda devem praticar etiqueta respiratória (cobrir a boca e nariz ao tossir e espirrar, preferencialmente com lenços descartáveis, e depois lavar as mãos).

Baixe o guia de prevenção para compartilhar!

Imprima esse guia em PDF com informações sobre a prevenção do Coronavírus e outras doenças respiratórias virais: