Três mil caminhões por dia, em média, passaram pelo Pátio de Triagem da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa) esta semana. Apesar do movimento recorde, a logística implantada pela Appa permitiu atender ao fluxo sem qualquer transtorno.

“Não houve transtorno algum, nem fila na estrada, na entrada ou durante a descarga”, disse o superintendente Luiz Henrique Dividino. O pico do movimento ocorreu na segunda-feira (20), quando foi registrada a passagem de 3.325 caminhões, entre os que deram entrada e os que foram liberados para a descarga.

O local chegou a lotar na noite de quinta (23) para sexta (24). Porém, não ficou nem uma hora nessa situação. A chegada, a classificação e a liberação dos caminhões ocorreram normalmente. Tanto no pátio quanto nos terminais de descarga, a ordem, a limpeza e a segurança foram mantidas.

“A situação desta semana mostra que temos condições de dar conta de todo o crescimento de demanda, de maneira organizada. Por outro lado, mostra que a demanda só aumenta e temos que, urgentemente, pensar em alternativas para continuar atendendo com qualidade e segurança”, afirmou.

Perfil

De 0h de segunda (20) até às 11h desta sexta-feira (24), passaram pelo Pátio de Triagem 12.860 caminhões, de acordo com os dados registrados pelo Carga Online (sistema que faz o gerenciamento do fluxo logístico dos veículos até o porto, estabelecendo quotas diárias de recebimento de caminhões e vagões para cada terminal/operador).

A maioria desses veículos é do Paraná. Também chegaram em Paranaguá caminhões procedentes do Mato Grosso, Goiás, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Os caminhões transportavam mais de 237 mil toneladas de grãos. O principal produto era o milho, que somou 128 mil toneladas. De farelo foram 57 mil toneladas e de soja, 52 mil.

Ecovia

O movimento recorde de caminhões, nos dois sentidos, foi registrado, também, pela Ecovia – concessionária que administra a BR-277, que liga Curitiba a Paranaguá. Segundo a empresa, a média de movimento, esta semana, foi de 7,5 mil caminhões. Na terça-feira (21), o pico – recorde do mês de agosto – chegou a 8.627.

Durante este mês, do dia 1.º ao último dia 23, passaram pela praça de pedágio 168.713 caminhões – 85.343, apenas sentido no Paranaguá. Ainda segundo a concessionária, durante todo este ano, o movimento de caminhões pela BR-277 foi de 1.462.430. Apenas sentido Paranaguá, entre 1.º de janeiro até o último dia 23, foram 733.653 caminhões que passaram pelo pedágio.