Violenta batida entre uma viatura do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran) e um Corsa, na esquina do Terminal do Capão da Imbuia, na noite desta quinta-feira (22), deixou a policial militar Keroleen Natalie Vieira, 22 anos, ferida com gravidade. Depois de ficar inconsciente por alguns instantes, ela acordou agitada e teve convulsões. O resgate chegou rápido e após receber atendimento de um médico, Keroleen foi levada de ambulância ao Hospital Cajuru, fora de risco. O cruzamento da Avenida Affonso Camargo e Rua Professor Nivaldo Braga, onde o acidente ocorreu, é famoso pelos acidentes.

“O fluxo de veículos é grande por causa do terminal. A batida foi forte, mas felizmente nossa colega está bem e vamos torcer por uma recuperação rápida”, comentou o capitão Eduardo dos Bombeiros. A soldado Keroleen está na polícia desde 2012.

O policial que dirigia a viatura e o mecânico Sergio Gimenez, 43, que estava ao volante do Corsa, placa de Pinhais, não se feriram. Mesmo assim foram avaliados por socorristas e ficaram no local prestando esclarecimentos sobre o acidente para outros policiais, que tinham chegado junto com as ambulâncias.

Sinal

A suspeita é de que a viatura tenha atravessado no sinal vermelho. Segundo testemunhas, os policiais vinham pela Prof. Nivaldo Braga, sentido Tarumã, mas o semáforo do trem estava em alerta para a passagem de uma composição férrea. Mesmo assim a viatura cruzou. Depois dos trilhos veio a colisão e os veículos rodaram na pista.

“Eu seguida pela Affonso Camargo, sentido Centro, e o sinal estava aberto. Quando a viatura apareceu, não deu tempo de frear. Dirigia tranquilo porque o trem logo ia passar no cruzamento”, alegou Sergio, que seguia para casa, na Cidade Industrial.

De acordo com o tenente Cássio Araújo, a equipe acidentada fazia patrulhamento. “O policial que dirigia a viatura contou que o motorista de um ônibus, prestes a sair do terminal, deu sinal de luz oferecendo passagem e ele foi. O Corsa estava muito rápido, não tem nem marcas de frenagem no asfalto”, disse o oficial. O cruzamento ficou fechado e somente os ônibus puderam circular no local até a liberação, por volta das 22h.