O diretor-presidente da Editora O Estado do Paraná, Paulo Pimentel, foi aclamado na última quinta-feira como o presidente da recém-criada Federação Nacional dos Proprietários de Jornais e Revistas.

A criação e a eleição de Pimentel aconteceram em uma reunião realizada em São Paulo. A federação, que terá sua sede em Brasília (DF), inicia os trabalhos oficialmente no dia 18 de outubro, data em que os escolhidos tomarão posse dos cargos.

A partir de 2010, a meta é funcionar a pleno vapor. O tempo do mandato ainda não foi determinado, entretanto. Possivelmente, será de dois anos com a possibilidade de uma reeleição.

De acordo com Pimentel, a ideia para o surgimento dessa entidade sindical já vinha sendo debatida há algum tempo e o apoio da Associação Nacional dos Jornais (ANJ) foi fundamental para a criação da instituição.

“Os sindicatos patronais dos estados do Paraná, São Paulo capital, interior de São Paulo, Santa Catarina, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul já debatiam essa questão há alguns meses. Com o auxílio organizacional e o patrocínio da ANJ, isso foi possível. Com a participação desses seis sindicatos, foi organizada uma ata de criação da entidade e também discutimos o estatuto da federação. Esperamos que em breve possamos espalhar esse trabalho por todo o País”, explica Pimentel.

O trabalho principal a ser realizado pela federação será defender os interesses dessa classe sindical e representá-la junto aos poderes Executivo e Legislativo. “Vamos lutar para garantir nossos direitos. Mas não é só isso, pois queremos também propor junto ao Congresso nacional a criação de leis organizadoras para a imprensa. Seremos uma entidade que ao mesmo tempo que vai reivindicar, também irá fiscalizar. Por exemplo, vamos seguir na briga, ao lado de outras associações e federações, para que a liberdade de imprensa seja sempre garantida. Além disso, vamos auxiliar os estados que pretendem organizar um sindicato patronal, ver a questão de sobrevivência dos jornais, entre outras”, afirma o primeiro presidente da federação.

A escolha de seu nome para presidir a nova instituição pegou Pimentel de surpresa. “Confesso que não esperava por essa indicação para ser o presidente da entidade. Mesmo não tendo pleiteado, sinto-me honrado com essa escolha, que se deu por aclamação. Estou pronto para mais um desafio na minha vida”, garante.

Sindejor sob novo comando

Cintia Végas

O Sindicato das Empresas Proprietárias de Jornais e Revistas do Estado do Paraná (Sindejor-PR) realizou ontem, em Curitiba, a primeira reunião tendo como presidente Paulo Pimentel, diretor-presidente da Editora O Estado do Paraná. Pimentel assumiu a presidência no lugar de Abdo Aref Kudri, que morreu no último dia 14 de agosto.

“Abdo foi o grande idealizador do sindicato e se dedicou de maneira plena”, declarou Pimentel. “Vou continuar trabalhando para que um número cada vez maior de jornais e revistas se filiem à entidade e que ela preste cada vez mais serviços”.

Um dos assuntos tratados na reunião de ontem foram as convenções coletivas de trabalho dos gráficos e dos jornalistas. Participaram das discussões Vera Pimentel, do Grupo Paulo Pimentel; Guilherme Cunha Pereira e José Ferreira Lima Neto, da Rede Paranaense de Comunicação (RPC); Lucimar Afonso Moreira, do Diário Popular; Roney Rodrigues Pereira e Rodrigo Barrozo, do Jornal do Estado; Haroldo Wöhl, do Jornal Metropolitano; Sady Ricardo, do jornal Agora Paraná; Odone Fortes Martins, do jornal Indústria e Comércio; Faruk El Khatib, da Associação de Jornais do Interior; e os advogados Carlos Roberto Ribas Santiago e Oderci Bega.

Allan Costa Pinto
Pimentel quer mais filiados ao sindicato dos donos de jornais e revistas.