O governador Orlando Pessuti determinou ontem que sejam tomadas providências para o pagamento em folha complementar, em meados do mês que vem, das promoções e progressões devidas a um grupo de professores da rede estadual, acumuladas desde agosto do ano passado.

A decisão foi tomada depois da audiência que manteve, no Palácio das Araucárias, com a presidente da APP (Associação dos Professores do Paraná) -Sindicato, Marlei Fernandes de Carvalho e demais diretores da instituição.

As diferenças serão pagas até dezembro, importando acréscimo mensal de cerca de R$ 2 milhões na folha de pagamento da Secretaria da Educação. A medida será anunciada formalmente pelo próprio governador na reunião da Escola de Governo hoje, atendendo pleito da APP Sindicato, que também reivindicou o encaminhamento de proposta de emenda constitucional (PEC) à Assembleia Legislativa, estabelecendo a isonomia salarial dos professores da rede estadual com as demais carreiras e funções equivalentes.