Dois trabalhadores de uma casa em construção no Alphaville, condomínio fechado em Pinhais, morreram em um poço artesiano, por volta das 15h de terça-feira (04). Os bombeiros resgataram os operários, mas já não era possível fazer nada para salvar suas vidas.

De acordo com o tenente Rocha, do 6.º Grupamento do Corpo de Bombeiros, os operários não usavam equipamentos de segurança adequados ao serviço. O poço artesiano era perfurado no Residencial das Araucárias, parte do Alphaville, e já estava com 11 metros de profundidade, três preenchidos com água. Quando os bombeiros chegaram, segundo o tenente, os trabalhadores já estavam submersos há aproximadamente 20 minutos. “Fizemos um trabalho rápido de resgate, mas eles já estavam mortos”, lamentou Rocha.

Segurança

De acordo com o tenente, os trabalhadores não usavam equipamentos de segurança para a entrada em poços artesianos. “Esses ambientes têm atmosfera perigosa à saúde, porque possuem baixa taxa de oxigênio. É necessário usar a proteção respiratória”, explica. Os dois homens, ainda não identificados, tinham entre 30 e 40 anos. Eles usavam uniforme da empresa para qual prestavam serviço. Um deles, no Instituto Médico-Legal, recebeu nome extraoficial de Paulo Sérgio Andrade Ribas.

A causa da morte será apurada pela necropsia do IML. “Pode ser que as vítimas tenham perdido a consciência, ou morrido por asfixia, afogamento, queda, mal súbito”, disse Rocha.