Aproximadamente oito quilômetros de extensão da Linha Verde Sul, entre o viaduto da Avenida Marechal Floriano Peixoto e a trincheira da Izaac Ferreira da Cruz, no bairro Pinheirinho, receberam intervenções no sistema de iluminação pública. No trecho foram executados serviços de reparos, melhoria e instalação de novos postes de iluminação, luminárias e reatores, além da troca de cabeamento e instalação de nova rede subterrânea – idealizada para tentar amenizar a ação de vândalos que cometem furto de cabos de iluminação pública, cuja ação tem causado prejuízos para a Prefeitura e transtornos para os usuários da via.

No total, foram instaladas 912 lâmpadas de vapor metálico (cor branca) durante o trecho revitalizado, sendo 464 lâmpadas de 400 watts e outras 448 lâmpadas de 250 watts, distribuídas entre as pistas marginais, laterais e canaleta do transporte coletivo. As lâmpadas de vapor metálico de alto rendimento substituíram as de vapor de sódio (cor laranja), resultando em melhores condições de visibilidade e segurança. A intervenção faz parte do novo Plano de Iluminação Pública de Curitiba, lançado pelo prefeito Gustavo Fruet.

“As ações na melhoria da iluminação pública de Curitiba tem como um dos objetivos proporcionar condições de segurança para a população. No caso da Linha Verde, foi revitalizado um trecho que tem sofrido bastante com ações de vandalismo e que era motivo de reclamações”, disse o secretário municipal de Obras Públicas, Sergio Antoniasse.

Para o diretor de Iluminação Pública, Fabio Ribeiro de Camargo, a revitalização do sistema de iluminação da Linha Verde tornou-se necessária porque o furto indiscriminado de cabos e a retirada de postes de iluminação danificados em virtude de colisão de veículos comprometeu a eficiência luminosa na via. “Com a intervenção, este trecho da Linha Verde passou a ter iluminação condizente com a sua importância. Toda a estrutura de iluminação foi readequada. Além disso, a Prefeitura implantou algumas medidas para minimizar a ação de vândalos que é o principal problema relacionado à Iluminação pública no local, que volta e meia fica às escuras em alguns trechos”, explicou.

A substituição de lâmpadas de vapor de sódio por vapor metálico de alto rendimento entre o viaduto da Avenida Marechal Floriano Peixoto e a trincheira da Izaac Ferreira da Cruz também servirá para homogeneizar a temperatura de cor da Linha Verde, porque posteriormente serão realizadas obras de revitalização de iluminação em outro trecho da via (entre a BR-277 e o viaduto da Marechal Floriano) que utilizará lâmpadas LED e servirá como modelo dentro do projeto de Smart City (Cidade Inteligente). Este projeto está em fase final de processo licitatório. “Teremos novidades dentro do projeto de SmartCity como o uso da telemetria, dimerização na hora de menor movimento da via, além das ações contra furto de material, como o uso de cabos de liga de alumínio, que tem reciclagem mais complexa e, portanto, dificulta a comercialização”, adiantou o diretor. 

Com a homogeneização da temperatura das lâmpadas grande parte da Linha Verde Sul está com luminosidade na cor branca, diferente do que ocorria antes das intervenções.