enkontra.com
Fechar busca

Paraná

Direção proibida

Paranaenses amargam com apreensão de carteira de habilitação

Mais de 43 mil pessoas tiveram sua CNH suspensa no primeiro semestre

  • Por Joyce Carvalho, Meia Fina

Só no primeiro semestre deste ano, 43.077 motoristas paranaenses tiveram a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa: 27.736 por atingirem a soma de 20 pontos de infrações leves, médias ou graves e outros 15.341 por cometerem infração gravíssima, que resulta na suspensão direta. Os dados do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran) revelam uma queda de 36,9% em relação ao total do mesmo período do ano passado: 68.369.

Segundo o Detran, o número de suspensões diretas caiu 9,5%, já que no primeiro semestre de 2011 16.954 condutores foram impedidos de dirigir após cometer uma infração considerada gravíssima. Este ano, a principal infração que levou à suspensão direta foi conduzir motocicleta sem capacete (26,3% dos casos), seguido de transitar com velocidade superior à máxima permitida em mais de 50% (23,3%), dirigir sob influência de álcool em nível superior ao permitido ou sob influência de entorpecente (13,8%) e utilizar veículo para demonstrar manobra perigosa (13,4%).

No mesmo período do ano passado, as infrações mais comuns foram: transitar em velocidade superior à máxima permitida em mais de 50% (27,6%), conduzir motocicleta sem capacete (22,3%), dirigir sob influência de álcool (15,2%) e utilizar veículo para manobra perigosa (13,16%). “A suspensão direta é fruto do desrespeito ao código de trânsito e também ao próximo. A suspensão diretamente acontece pelo desrespeito às normas”, comenta Marli Batagini, coordenadora de infrações do Detran.

Já a quantidade de condutores que somaram 20 pontos de infrações na CNH despencou 46% na mesma base de comparação, de 51.415 para 27.736. Este ano, eles foram responsáveis por 145.617 infrações. As mais comuns são: transitar com velocidade superior à máxima permitida em até 20% (25,8% dos casos), estacionar em desacordo com a regulamentação (12,2%) e avançar o sinal vermelho (10%). No ano passado, foram 292.849 infrações de trânsito que levaram à perda temporária da carteira por acúmulo de pontos.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas