cristo231204.jpg

Complexo que abriga a estátua
foi inspirado no Museu de Arte Contemporânea de Niterói.

Com 12 metros de altura e pesando mais de 23 toneladas, a maior escultura de Cristo em bronze da América Latina será inaugurada no próximo dia 31 em Santa Helena, no Oeste do Paraná. A obra faz parte de um complexo que abriga também uma capela. A estátua pode ser vista a mais de 15 quilômetros de distância.

"Ainda não sabemos se é a maior do mundo, mas se isso se comprovar, iremos inscrevê-la no Guiness Book", afirma o prefeito Silom Schimidt. Ele percorreu vários lugares no Brasil, na América Latina e na Europa em busca de idéias para o projeto, no qual foram investidos cinco anos de trabalho e R$ 3 milhões.

Desenvolvido pelo arquiteto João Cid Campelo, o projeto do complexo foi inspirado na linguagem do Museu de Arte Contemporânea de Niterói, uma das famosas obras de Oscar Niemeyer. O molde da estátua foi feito pelo escultor Falsino José Zardo Coin e a fundição ficou a cargo de Adalberto Luiz Basso.

Retorno

A expectativa é que o monumento traga resultados socioeconômicos para a região, gerando empregos – principalmente ligados ao turismo. "A obra é um marco para o turismo religioso, sendo mais uma opção para que as pessoas possam expressar seu sentimento de fé nas suas mais diversas maneiras".

Na inauguração, será celebrada uma missa pelo bispo diocesano de Foz do Iguaçu, dom Laurindo Guizzardi.

Considerado um dos cinco prefeitos empreendedores do Brasil pelo Sebrae Nacional em 2003, Schimidt, nos dois mandatos que exerceu, realizou obras como o Balneário de Santa Helena e o Porto Internacional de Santa Helena, com estação aduaneira integrada Brasil-Paraguai, em funcionamento há dois anos, interligando os dois países pelo Lago de Itaipu.