enkontra.com
Fechar busca

Paraná

Paraná lamenta a morte de João Dedeus Freitas Neto

  • Por Rubens Chueire Jr.
Homenagem ao jornalista,
médico e pracinha da FEB.

O jornalista e médico João Dedeus Freitas Neto morreu ontem em Curitiba, no Hospital Milton Muricy, aos 81 anos. Ele estava internado devido a um câncer de próstata. Familiares e amigos acompanharam o velório de Freitas Neto na Casa do Expedicionário e o enterro no Cemitério Municipal do Água Verde.

Pai de dois filhos, Rodrigo de Freitas Neto e Rosana de Freitas, João se destacou também como expedicionário. Por dez meses ele participou da 2.ª Guerra Mundial, servindo na Força Expedicionária Brasileira na Itália. “Ele sempre contou histórias engraçadas sobre o tempo de expedicionário. Nunca falou em grandes tragédias, e sempre guardava as boas lembranças”, disse o filho Rodrigo.

Naquela época, ele já tinha iniciado a carreira de jornalista. Alguns meses antes de ir para a guerra, aos 16 anos, em 1938, escreveu seus primeiros textos como repórter policial do Diário da Tarde. Posteriormente, em 1944, Freitas Neto já era redator do jornal O Dia.

Filho de Rodrigo de Freitas e Angelina de Freitas, João Dedeus tinha em seu pai e seus dois irmãos mais velhos, Valdemar Rodrigo de Freitas e Wandyck de Freitas, grandes referências como jornalistas. Mesmo se formando em Medicina na Universidade Federal do Paraná em 1951, o jornalismo sempre foi sua paixão. “Dava para perceber que o que ele gostava era de estar trabalhando em um jornal, mesmo já tendo exercido a outra profissão. Ele acabou seguindo a carreira do pai e dos irmãos. Só os filhos que decidiram seguir outra profissão”, afirmou Rodrigo.

O Estado

Em 1951, apostando na evolução da carreira, ele assumiu o cargo de diretor de O Estado, onde permaneceu até 1967. De 1962 a 1983, Freitas foi diretor da Imprensa Oficial, trabalhando com sucessivos governos. Depois de aposentado, Freitas Neto dividia seu tempo entre o Conselho da Legião Paranaense do Expedicionário, da qual era presidente, e as partidas de basquete que jogava com um grupo de amigos. Além disso, ele também foi coordenador do projeto Memória Histórica do Paraná, um trabalho de levantamento dos fatos contemporâneos do Estado.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas