Foto Rodrigo Leal-APPA

Autoridades como o ministro da Agricultura Reinhold Stephanes inauguraram o Corredor de Congelados no Porto de Paranaguá.

O ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, o governador do Paraná, Roberto Requião, e o superintendente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Eduardo Requião, lançaram na tarde desta sexta-feira (14) o Corredor de Congelados do Paraná. Com o projeto, feito em parceria com representantes do setor privado, o governo espera aumentar o fluxo das exportações de carne do Brasil.

Na cerimônia, realizada em Paranaguá, Stephanes falou sobre a posição do País no mercado. "O Brasil é o maior exportador de carne do mundo. Quase 50% de toda a carne exportada no mundo é do Brasil. Todas as opções que nós tivermos para agilizar as exportações são ótimas e este projeto que é lançado hoje representa mais uma boa opção. Aqui, poderemos ter, no futuro, o maior corredor de exportação de carnes do Brasil", afirmou o ministro.

A meta do governo estadual é transformar o Paraná em um dos principais pólos exportadores de carne do Brasil. "O que se pretende é aumentar a movimentação de carnes pelo Paraná em 50 mil toneladas por mês. Não estamos aqui querendo ser melhor do que outros portos, mas queremos oferecer mais um canal de escoamento da produção brasileira", disse o governador. Com o corredor inaugurado hoje, a capacidade de armazenamento de cargas frigorificadas no porto passa das atuais 58 mil toneladas para 99 mil toneladas.

As empresas envolvidas no projeto são: Terminal Ponta do Félix, Martini Meat, Standard Logística, América Latina Logística (ALL) Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP) e Wilson, Sons.