O Paraná vai elaborar, em conjunto com o Serviço Florestal Brasileiro, o Inventário Florestal Estadual, como parte dos estudos que compõem o Programa Bioclima Paraná.

O levantamento permitirá um diagnóstico qualitativo das florestas, biomassa e estoques de carbono. Os dados também serão muito importantes para a revisão da lista de espécies da flora ameaçadas de extinção, pois a última foi realizada em 1995.

As primeiras reuniões na sede da Secretaria do Meio Ambiente com técnicos do Ministério do Meio Ambiente ocorreram na semana passada. A Secretaria da Agricultura e do Abastecimento será parceira nos trabalhos, principalmente no levantamento de espécies exóticas, como pinus e eucalipto. A primeira medida será o levantamento de florestas de araucárias.

Nesta primeira fase dos trabalhos estão sendo identificadas as entidades parceiras, dentre universidades e jardins botânicos, e elaborados os termos de referência para licitação de empresa que fará os levantamentos de campo, em 550 pontos no Estado.

“O Programa Bioclima Paraná prevê estudos periódicos, como o inventário de florestas, para o monitoramento dos recursos florestais do Estado, com o principal propósito de subsidiar a definição de políticas florestais”, explica Mariese Muchailh, coordenadora de Biodiversidade e Florestas da Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos.